segunda-feira, 27 de abril de 2009

MÃE ILHA (III e IV)

III
gggggggggg
Foi isto outrora na ilha das fadas
Embrumada em hortênsias. Não sonhei.
Sobre as lagoas de águas encantadas
Dormiam os fetos e não havia lei.
ffffffffffffffffff
As vacas, nas colinas esfumadas
Ruminavam o eterno. Ali folguei
Na festa das crianças coroadas.
Reinava o amor e não havia Rei.
fffffffffffffffffffffffffff
Dentro da música a casa repousava.
Minha mãe docemente penteava
Os meus cabelos e caíam pérolas.
fffffffffffff
Rumores longínquos da infancia oclusa,
Que num desvão da alma ainda debruça
Uma varanda sobre um mar de auréolas.
fffffffff
IV
(Sempre que ouço piano)
vvvvvvvvvvvvvvv
Por lentas alamedas musicais
Chegam-lhe as tuas mãos ledas e leves
Trazem-me a valsa que enchia de cristais
A casa e eras de louça mãe de Sévres.
fffffffffffff
Lá nas fajãs partiu-te um sopro a mais
Que a morte é cio de belezas breves,
Mas, ó mistério de dedos siderais!,
Um triz de música e uma azália escreves.
bbbbbbbbbbb
Mãos que me levam lácteas pelos cabelos
(Lembras-te? eram anéis dos teus anelos)
Para a ilha. No teu seio o mar arfava.
vvvvvvvvvvvvvv
Mãos doceiras das flores com que cobrias
O meu sono. Mais música! Para os dias
De opala, mãe de mel, falta uma oitava.
bbbbbbbbbbbbbb
Natália Correia, Sonetos Românticos, 1990
(foto: mar de Rabo de Peixe, 1990)

3 comentários:

VANUZA PANTALEÃO disse...

O Mel de uma Mãe Ilha Encantada...só você, amigo Augusto, poderia me conceder esse Presente hoje, só você!

Uma semana bem prazerosa!!!Bjsss

Nádia disse...

:) linda foto da minha bela ilha: S.Miguel

beijinho

Intermitências de Ecos disse...

Lindo. Pura e simplesmente, lindo.

Está bem patente os 'cofres' das Ilhas dos Açores.