quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Bairrismos

O Anjo da Guarda


VS.


O Anjo da Covilhã
Créditos de Photoshop aqui.

8 comentários:

AugustoMaio disse...

Grande colocação, caríssimo Virito. As cidades escolhidas e o "vs." ao bom mando americano lembram-me que tenho algo a fazer nesses locais! Em boa hora.
Quanto aos anjos, parecem-me tão iguais que não dá para jogar às diferenças.
Mas interrogo-me: atenta a sua natureza não serão os anjos todos iguais?

ViriatoFCastro disse...

Quanto à pergunta, penso que resulta sempre num interminável debate. Contudo, se o desvio por terras de bucho e maranho se tornar oportuno, podemos iniciá-lo ao almoço no melhor restaurante típico destas paragens. E é de aproveitar agora que temos a esplanada com vista para a Ribeira... onde se pode fumar! Fica o convite Amigo Augusto!

Passiflora Maré disse...

Oiçam, eu além de anjos da Guarda ou Covilhã também gosto de maranhos e buchos desde que não abusem dos cominhos!
Certo é que os meus afazeres só em férias se cruzam com tais cidades e iguarias.

Anónimo disse...

Não são cominhos,mas HORTELÃ!

Anónimo disse...

E que tal uns "papos de anjo" à sobremesa?Deliciosos!!!

AugustoMaio disse...

Das especiarias não entendo, mas a sobremesa é de ponderar.
O amigo Viriato que pense na ementa.

AugustoMaio disse...

E, já me esquecia, o Anjo não tem que ser mesmo "Anjo da guarda"?

Passiflora Maré disse...

Bem, eu não queria ser teimosa, a hortelã é evidente, mas os cominhos é a subtileza... quando se fica por aí, que é como eu gosto.
Quanto aos papos de anjo, lérias, trouxas de ovos, castanhas de ovos, foguetes, etc., nada melhor que os de Amarante.