quarta-feira, 30 de abril de 2008

Progredir

Tiras a legenda que te afogava a substância?

Assim progresso.

Anónimo, Séc. XXII

7 comentários:

Metalurgia disse...

Progresso é indústria.

Maria GV disse...

"Desencontro

Que língua estrangeira é esta

que me roça a flor do ouvido,

um vozear sem sentido

que nenhum sentido empresta?

Sussuro de vago tom,

reminiscência de esfinge,

voz que se julga, ou se finge

sentindo, e é apenas som."
.....
António Gedeão

Assim foi,e será no séc.XXII

Maria GV disse...

" Aqui espero tomar, se não me engano

De quem me descobriu, crua vingança."

Luís de Camões

Maria GV disse...

Eros e Tanatos,Perfume!

Ao progresso, que não trato por tu!
À memória* que atraiçoa!

É arte pós-contemporânea.

Anónimo Séc.- à SUA(e não tua)ilustre escolha

*Com humildade,reconheço o erro no autor e século.

julioletras disse...

Sutil ( - subtil)que me deixa sútil na decifração.
Ignoro a camoniana descoberta, mas rendo-me aos SEUS louváveis contributos.
Resta-me a admiração e expresso-a, independentemente do Século escolhido.

Acrescento que o "progresso" minúsculo - da letra e em letra o digo - tinha um (arriscado) sentido verbal.

Pós- contemporâneo ou, talvez, apenas desnecessário acrescento.

Maria GV disse...

"Aqui espero tomar, se não me engano,
de quem me descobriu suma vingança;
E não se acabará só nisto o dano
de vossa pertinace confiança:
antes, em vossas naus vereis, cada ano,
se é verdade o que meu juízo alcança,
naufrágios, perdições de toda sorte,
que o menor mal de todos seja a morte!"

Os Lusíadas
Canto V- Adamastor

An. XXII disse...

Muito próprio