segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

autoridade


7 comentários:

Anónimo disse...

Cada autoridade só tem direito ao respeito que conquista.
Mesmo que tenha asas e bico...

Anónimo disse...

E as gaivotas ali continuam firmes como uma vara de ferro. Assim é que é. Ainda haverá quem diga que não são uma autoridade?

Anónimo disse...

A persistência da atenção!

paciência disse...

Ainda aí?!!

ainda disse...

Mesmo com as noites que vão caindo frias, junto á humidade marinha. Persistentes...

Anónimo disse...

Barradas por um celebérrimo quadro (que já perccorreu andanças várias) as sentinelas não conseguem deitar o bico ao filho da p., que, logo abaixo, se sossega nos timbres do seu tom. Talvez que o descanso da autoridade se sustente na música de fundo... Ainda bem!

Anónimo disse...

Impávidas e serenas. Só por teimosia...