quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Se eu fosse mais homem

"Se fosses mais homem poderias ter tido mais sexo...", disse a Cristina, numa noite fria de Abril. Era óbvio para os dois que o fim se aproximava como uma sombra que se move impaciente à espera do Sol.

2 comentários:

éme. disse...

Comentário engraçado... ou curioso, melhor dizendo!
Abril é um mês malandro, quando quer... e algumas das suas noites podem, em boa verdade, ser frias! :)

agora esta impressão digna de uma pena suave... "como uma sombra que se move impaciente à espera do sol" uhm... esta imagem vai ficar-me colada, pela certa! a ideia de fim móvel é fantástica! de fim sensação que mexe, gosto!

Agora o início, as frases que começam naqueles "Se"... uhm... essas mexem-me sempre com as fúrias!

augustomaio disse...

"As maiores sombras provém da luz mais intensa". Frase girinha, pelo menos. Mas alheia. E o contrário também é certo.

Há sempre um Abril melhor. Ou, como diz o outro, "nas nossas vidas houve um Verão...". Essa Cristina, repará, mais dia, menos século.