sexta-feira, 17 de abril de 2009

O NOME LÍRICO

Esta manhã nnnnnnnnnnnnnnnn Com um nome
hoje nxxxnnnnnnnnnnnnnnnnnxxxn amanhece
é um nome nnnxxxnxnnnnnnnnnxxxxx clareia.
kkkkkkkkkk
Nem mesmo amanheceu nnnnnnnn Não do sol
nem o sol nnnnnnnnnnnnnnnnnnx mas de quem
a evoca nnxxxxnnnnnnnnnnnnnnnnnn a nomeia
kkkkkkkkkkkk
Uma palavraxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
palavra sóxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
a erguexxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Fiama Hasse Pais Brandão, Obra breve
(ed. de Gastão Cruz, prefácio de Eduardo Lourenço)

2 comentários:

VANUZA PANTALEÃO disse...

Ah, não pude sair sem comentar essa maravilha...a palavra, quanta força há numa só delas!
Um abraço carinhoso!!!

Anónimo disse...

Muito,muito belo.