sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

..................... janeiro.....................

é esta a completude dos dias
quando se reunem sobre a cidade
os sossegos da nossa idade já meiga.
são estas as palavras que ficam
desde o interior do nosso mais antigo nome.
kkkkkkkkkkkkkkkkk
é o inverno aberto de janeiro
com as árvores despidas e o frio azul,
é o ano que começa no tempo que é nada,
os bolsos que se enchem de mãos,
as casas que parecem mais juntas.
hhhhhhhhhhhhhhhhhhh
por esta altura estarão a nascer
as horas mais felizes das nossas vidas
- bebemos chá escutando o lume
e amanhã será um dia a menos,
um outro som acrescentado à voz,
um abraço fechando-se até ao amor.

Vasco Gato, Um mover de mão, Assírio & Alvim

5 comentários:

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Amigo Augusto, quer saber? É por você e outros poucos Poetas e Escritores que ainda continuamos...com as chuvas daqui a conexão tem caído terrivelmente e hoje travei "uma luta insana" com o provedor; os técnicos acabaram de sair daqui. Mas o importante é que estamos tomando esse chá Poético, aquecido ao lume da Amizade.
Um final de semana bem gostoso!!!Bjs

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Só um detalhe técnico: gostaria de acompanhar teu blog, mas "algo" nos impede...mesmo assim, estaremos por perto!
Beijosss

Dois Rios disse...

Augusto,

Vasco Gato é um poeta pulsante, intenso e apaixonado. Excelente escolha, a sua.

Beijos,
Inês

AugustoMaio disse...

Cara Vanuza, não percebo grande coisa destas coisas. Mas não se preocupe: está sempre perto, aí ao lado, no lado de lá de um mar que une.

AugustoMaio disse...

De (muito) acordo, 2Rios. Este, digo eu, é especialmente bonito.