segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Jarro


2 comentários:

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Só o azul do Céu de Lisboa pra te mostrar o caminho da nossa humilde casa, hein, Augusto?
Mas fiquei feliz! E Portugal inteiro merece o nosso Respeito...Uma Linda semana para você e continue a nos brindar com esses "jarros" vivos de tanta Poesia!!!Bjsss

Dedalus disse...

A cor do jarro dá-lhe o precioso toque que só o rosa consente. EROS, afinal, é. Subtil o suficiente, intenso o bastante.