quarta-feira, 9 de julho de 2008

rectas

Em dias solarengos espreguiçamos nas rectas.
Com dois o mundo é um simples alongamento
Repartimos os desejos, aldrabamos as metas…
E divertimo-nos. Só a esquecer cada momento.

5 comentários:

Anónimo disse...

Principalmente se for um descapotável.

Semi-recta disse...

Uma recta pressupõe um princípio e um fim...inexistentes.

É bom não conhecer o fim...mas no princípio é melhor conhecer de onde e com quem partimos.

E depois...sim, que comece a diversão.

Anónimo disse...

O mais avisado é deixar a geometria ao cuidado dos especialistas!

Passiflora Maré disse...

Eu dou por mim a pensar, que na vertigem da chegada à meta, as curvas se tornam rectas e as rectas pista de aeroporto.
sorry...

julioletras disse...

Avisados avisos... sempre a levar em conta.