sábado, 3 de maio de 2008

Cabra, há tantos anos


5 comentários:

Anónimo disse...

Mais valia ser sem vírgula, pois há tantos e tantos anos que a teimosa lança apitos ao sossego do estudante, que merece um descanso mais retemperador.
Agora, aí com Bolonha, não haverá uma cabra mais moderna, que leve as sebentas a casa, já devidamente zipadas (afinal, há menos anos para as mesmas coisas... e que coisas!)

Anónimo disse...

Estacionam-me no peito
algumas saudades
Era a falta de jeito
do amor às metades?!

Talvez o sino da cabra, safado
que me deixava desamparado.

Mas que mal tinha voltar
àquele lugar...

coimbra disse...

Vêm a propósito os avisos e os protestos que sempre mereceu a Cabra e que, mesmo com Bolonha, não deixará de continuar a merecer: andamos pela Queima, mas está tudo trocado, nos dias e nos eventos. A ver vamos se foi bom.

Coimbra 2 disse...

Uma praxe com mudanças parece ser uma contradição em si mesmo, assim como um velho janota ou um adolescente que não sai de casa.

Anónimo disse...

Então agora o cortejo da queima das fitas já não é na tarde de terça feira???!!!
Qualquer dia uma pessoa veste uma camisola azul ou vermelha. Não interessa se é tradição ou se não é; o que interessa é se dá dinheiro e se pode dar ainda mais.