terça-feira, 15 de abril de 2008

VOLVER

Mi recuerdo eran imágenes,
en el instante, de ti:
esa expresión y un matriz
de los ojos, algo suave

en la inflexión de tu voz,
y tus bostezos furtivos
de lebrel que ha maldormido
la noche en mi habitación.

Volver, passados los años,
hacia la felicidad
- para verse y recordar
que yo también he cambiado

Jaime Gil de Biedma, Moralidades

1 comentário:

Silêncio disse...

Silêncio

Assim como do fundo da música
brota uma nota
que enquanto vibra cresce e se adelgaça
até que noutra música emudece,
brota do fundo do silêncio
outro silêncio, aguda torre, espada,
e sobe e cresce e nos suspende
e enquanto sobe caem
recordações, esperanças,
as pequenas mentiras e as grandes,
e queremos gritar e na garganta
o grito se desvanece:
desembocamos no silêncio
onde os silêncios emudecem."

Octávio Paz